Terça-feira, 25 de Março de 2008

Pronto.

Não foi necessário fazer teste nenhum porque o sangue apareceu em abundância durante a noite.

Foi um atraso que me estraga os ciclos de 30 dias. Portanto agora estamos assim, sem saber às quantas andamos.

A ver... o que o futuro nos reserva.

sinto-me: aborrecida. E não vás por aí.
Segunda-feira, 24 de Março de 2008

Cada vez mais estranho...

Já tinha dito, algures, que o meu fluxo menstrual tem sido reduzido. É menor que quando tomava a pílula que por sua vez já era menor que antes de a tomar.

 

Este mês posso dizer que está a ser surreal. Tipo... não é mais que um muco castanho escuro uma vez ao dia e que só é avistado no papel higiénico quando me limpo.

 

Estranho. E assustador.

 

As dores estão a voltar por isso é desta que vou ao médico. Acho que amanha vou marcar!

 

E pelo sim, pelo não, amanhã faço novo teste....

sinto-me: perplexa com isto
Terça-feira, 18 de Março de 2008

Em vão

Não posso deixar de sentir que tive um mês em vão.

Foi um mês em que não me senti pressionada, em que as coisas decorreram com normalidade, com muito trabalho (esse sim, pressionou-me) e muito pouco tempo livre para pensar noutras coisas. Apenas me sobrou um tempinho para pensar em baboseiras...

 

Desde o 12º dia do ciclo que tive dores, nalguns dias quase insuportáveis, noutros apenas aborrecidas. Começou com uma dor na barriga, depois centrou-se no que julgo ser o ovário direito, ou o apêndice...who knows?

 

Na 3ª semana do ciclo as dores de barriga ganharam uma amiguinha: a dor de mama. Não de mamas. De mama mesmo (no singular). A esquerda. Doía-me como se todos os canaizinhos que existem aqui por dentro estivessem a dilatar, a ganhar mais dimensão para, quiçá, receber o néctar que alimentará a minha cria nos primeiros tempos de vida (afinal o que nos define na nossa classe animal).

 

Não senti enjoos, nem sonolência extrema, nem idas exageradas à casa de banho. Nada a não ser DOR o que me irrita, porque na verdade foi completamente em vão!

 

No Sábado, e aproveitando que tirei sangue para análises de controlo (após uma infecção que desenvolvi em Dezembro), pedi a BetaHCG e deu...negativo, pois claro...

Julgo que se fosse um potencial positivo, por essa altura já daria para ver.

 

Portanto... espero agora a visita do malfadado Red, para que se inicie um novo ciclo.

 

Pelo menos este mês, pela primeira vez depois de deixar a pílula, observei um muco elástico na altura em que deveria ser observado... já não é mau de todo...

sinto-me: defraudada
Domingo, 9 de Março de 2008

Dia 21 e os medos

Estou no 21º dia do ciclo. Como já disse aqui há uns posts atrás, estou a fazer ciclos de 30 dias. Exactamente como era antes da pílula.

As menstruações... essas não estão como antes. São pouco abundantes e duram quase uma semana (ok, a duração é como era antes...). Umas pinguitas, um dia mais forte que os outros e novamente umas pinguitas.

Desde o 12º dia do ciclo que tenho umas dorezitas abdominais que foram migrando para o lado direito da barriga, estando agora muito acentuadas e só no lado direito.  Já não é uma moínha, é uma dor real que às vezes me impede de fazer todos os movimentos que me apetece.

Esta dor está a dilacerar-me o espírito: ando ansiosa, enervada, mal-humorada e brusca.

 

Surgem agora os medos... mas que raio se passará aqui dentro? Se são dores normais de ovulação não deveriam já ter passado? E se não é isso e é alguma coisa chata? Uma apendicite, uma gravidez ectópica, um problema intestinal...

Fico sem saber se devo procurar HCG nas análises, ou valores de leucócitos aumentados, se uma temepratura mais elevada pode indicar uma gravidez ou uma infecção, ou pior, uma gravidez fora do sítio cujos sintomas se têm mas que se sabe que não vai dar em nada a não ser sofrimento...

 

Se eu fosse mulher de roer as unhas, acho que já não tinha dedos.

 

Dou até amanhã para me sentir melhor, se não...  lá vou eu a caminho da urgência...

sinto-me: com dó-dói
Domingo, 2 de Março de 2008

Ao longe, nada de novo

Por aqui tudo parece distante, sem terra à vista que é como quem diz, sem expectativas.

Não sei porquê, tudo parece adormecido.

Por vezes tenho dúvidas. Penso se um filho será, algum dia, uma realidade. Algo que sinta, que seja palpável e não uma mera ideia.

 

Todos os sites que vejo com coisas de bébés, todas as imagens de uma criança aqui em casa, todas as ideias, tudo... tudo me parece apenas parte de um sonho que não passará disso mesmo.

sinto-me: nem sei como...
tags:

.Sobre mim

.No messenger

O meu MSN
sufiland@sapo.pt

.pescar nas águas

 

.Novembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.recentemente

. Arreeee!!!!!

. O prometido é devido

. Um novo sonho

. Interregno

. Francisco

. Obrigada...

. Parabéns Filho!!!

. 12 meses em 13 imagens

. Será?

. Está grande...

.águas passadas...

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Junho 2011

. Agosto 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.gostamos muito :)

. Ser mãe pela primeira vez...

. O enxoval (reeditado a 3 ...

.Outras águas

blogs SAPO

.subscrever feeds