Quinta-feira, 22 de Outubro de 2009

Mau gosto ou falta de sensibilidade

Terça-feira lá fomos visitar o Nuneca. O miudo está óptimo e concluímos que já o devíamos ter mandado ao chão há mais tempo, pois parece que o tombo lhe fez bem: foi desde essa altura que passou a fazer as noites quase todas de seguida...

 

Peso: p75

Altura:p75-90

Perímetro cefálico: fora do percentil

 

O cabeçudo, que sempre o foi (o eternamente agradável obstetra já o havia constatato nas ecos finais) tem as medidas de um miúdo de 19 meses. Acham isto normal???

 

Alimentação: alargámos o espectro do que é comestível/não comestível e o petiz agradece.

 

Quando saímos acabei por preencher um papelucho daqueles de opinião sobre os serviços porque vim do hospital furiosa. Então aqueles idiotas que administram/gerem o Hospital dos Lusíadas não colocaram (ainda que temporariamente) as consultas da pediatria no mesmo sector que a infertilidade?

Se vissem a cara de 2 casais que aguardavam para serem recebidos, bom. ATé me envergonhei de ser mãe de filho. Se isto não é uma brincadeira de mau gosto é, no mínimo, de uma grande falta de sensibilidade!

 

Para terminar em beleza fomos à tenda de casamentos que a HPP colocou no meio do jardim a fazer as vezes de bar (note-se que o tempo estava jeitosamente chuvoso) para tomar café e alimentar a cria. Dá para acredtar que não têm um microondas onde aquecer o leite do miúdo?

 

A minha paciência tem andado nos limites e por isso evito escrever (ando muito cáustica) mas deixo aqui um abraço quentinho à MAR (amanhã comunicamos querida).

sinto-me: nervosa, muito
Sexta-feira, 14 de Novembro de 2008

Mais uma visita às urgências

Interrogava-me quando é que isto iria acontecer...

Teria de ser mais cedo ou mais tarde, pois passar 40 semanas a paracetamol era utópico...

 

...ou não, se considerarmos que o intravenoso não é mais que... paracetamol :)

 

Desde o início da semana que andava a chocar uma das minhas incríveis enxaquecas. Mas nada de mais, ben-u-ron de 8 em 8 horas e a coisa estava a aguentar-se, até 4ª à noite. Deitei-me e não preguei olho até às 5 da manhã.

 

São incontáveis as voltas que dei na cama, as posições que tentei arranjar (nem todas viáveis por causa da pressão da barriga), as vezes que me senti tentada a ir tomar qualquer coisa mais forte que o paracetamol de 1g.

 

Às 5 e pouco desisti e rendi-me às evidências: lá fomos a caminho da urgência nos Lusíadas.

Estava lá o Dr. Fofinho e apesar da dor que me consumia, conseguiu fazer-me rir. Pronto, um abocat, alguns "ais" e 100ml depois, estava pronta para descansar o que restava da noite.

Chegámos a casa eram 7 e meia, mas pelo menos consegui fechar os olhos e dormir...

sinto-me: aliviada
Sexta-feira, 7 de Novembro de 2008

25 semanas

Fazemos hoje 25 semanas. Já começo mais ou menos uma contagem decrescente, sobretudo porque 2ª feira recomeço as aulas e o tempo vai voar...

 

Por esta altura:

-Ele mede cerca de 30 cm's (até custa a crer como cabe aqui neste espacito) e pesa cerca de 700 gramas;

-Reage dentro da barriga quando as coisas não lhe agradam de todo (outro dia levei um pontapé quando ouviu a palavra Sporting, hehehehe)

-O bébé já produz uma espécie de cócó (daqueles verdinhos) que será excretada quando nascer.

 

-Eu... tou farta. Quero é conhecer o Edu.

-Eu... tou cansada. Quero é que este tempo passe.

-Eu... tenho a certeza que depois vou ter saudades.

 

Também foi dia de análises ao sangue. Aproveitámos que o procedimento era rápido e decidimos ver a maternidade. De caminho, depois de encher a barriga que já estava a desfalecer (o meu filho já devia estar com aquele ar tirano a dizer "tenho fome pá!!") encontrámos o nosso médico que é um porreiro, e encaminhou-nos para a enfermeira que por sua vez nos encaminhou para a maternidade.

 

A quem possa interessar, na maternidade dos Lusíadas:

-Os quartos são sempre individuais, embora alguns tenham duas camas (nesse caso o acompanhante oucupa uma, se houver apenas uma cama, é porque também existe um sofá-cama para o acompanhante).

-Até ao período expulsivo as mamãs permanecem no quarto com o acompanhante (e com quem mais quiserem embora eu duvide que nos apeteça ramboias nesta altura).

-São apologistas de monitorização, mas possuem uns ctg's sem fios que permitem (caso não haja contra-indicação médica) que a mãe faça a dilatação como bem entender, podendo inclusivamente tomar banho.

-A sala de partos (propriamente dita) parece um quarto normal. Possui é um lavatório em inox e uma bancada para os médicos e parteiros colocarem as tralhas deles. A cama parece uma cama normalíssima, que depois é adaptada e mais uma vez aqui, existe alguma liberdade de escolha para mãe e médico no que toca à posição para a expulsão. É colocada uma mesa de reanimação na sala e será ali que os bébés recebem os primeiros cuidados, bem como a pulseirinha de identificação. Também será colocada uma pulseira electrónica (para evitar raptos, coisa com a qual não estou nada paranoica nem preocupada).

-A sala de cesarianas vimos de longe porque está esterilizada, mas não quero pensar nisso também porque desejo que não seja necessário.

-A sala do recobro (onde mães e bébés permanecerão cerca de 2 horas) dá para duas mamãs, mas se as mamãs não se importarem (tem cortinas individuais) deixam o acompanhante permanecer ali também.

-O bébé fica sempre junto da mãe, excepto se esta pedir que o mantenham no berçário. Mamará logo que seja possível, antes mesmo de tomar banho.

 

Durante toda a visita ao bloco, com excepção dos quartos, tivémos de calçar umas botinhas descartaveis por cima dos sapatos, o que é agradável pois dá-nos uma sensação de higiene.

 

-Já no quarto, o bébé utilizará o sistema respisense, que é aquele clip na fralda que alerta em caso de apneias ou falhas respiratórias. Já me consegui livrar dessa fobia e aborrece-me pensar que a utilização ali pode fazer-me pensar muito no assunto novamente.

-O horário de visitas é livre. O que o hospital aconselha é que a pessoa estabeleça os seus próprios horários de modo a evitar as enchentes de malta para "adorar o menino"

(bicho do mato como sou, não terei qualquer dificuldade em estabelecer apenas uma hora para visitas, ahahaha!)

 

Gostámos, sentimo-nos mais seguros e menos ansiosos. Mas na hora H não sei se nos vai valer de alguma coisa...

 

Bom fim-de-semana!

sinto-me: meio alienada, mas tranquila

.Sobre mim

.No messenger

O meu MSN
sufiland@sapo.pt

.pescar nas águas

 

.Novembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.recentemente

. Mau gosto ou falta de sen...

. Mais uma visita às urgênc...

. 25 semanas

.águas passadas...

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Junho 2011

. Agosto 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.gostamos muito :)

. Ser mãe pela primeira vez...

. O enxoval (reeditado a 3 ...

.Outras águas

blogs SAPO

.subscrever feeds