Domingo, 19 de Julho de 2009

Medos irracionais I

Li num post da Rita  que andou aí uma rapariguinha a apessoar-se de fotos de outras pessoas, de grávidas e de bebés e que as utilizou no seu Hi5 como sendo suas (a sua barriga, a sua filha...etc.). E já não é a primeira vez que tal acontece. Há uns tempos, um blog fictício originou uma onda de privatizações de blogs que em muito desagradam os internautas: quem é que gosta de ir a um blog com frequência e um dia chegar lá e ver que não poderá continuar a segui-lo?

 

Ora eu que já pensei muito nisto quando o Edu nasceu, decidi: sou contra as privatizações.

 

Na realidade, não me afecta minimamente que usem fotos minhas. Quero lá saber! A única coisa que desejo é que essa pessoa tenha rápidas melhoras, pois se utiliza fotos de outrém para se fazer representar, só pode estar muito doente. E no mundo das grávidas e bebés sabemos que acontece. Quantas mulheres que não podem/não conseguem engravidar sonham com isso ao ponto de se alhearem da realidade? Posso censurá-las por querer viver uma gravidez, ainda que virtualmente? Não. E não estou a dizer que é correcto ou saudável até, mas na realidade não me afecta.

 

Também não tenho medo de expor o meu filho. Porquê? Porque ele está muito mais exposto na vida real, de cada vez que saio com ele à rua, de cada vez que numa clínica preencho os dados dele, de cada vez que forneço alguns dos seus dados para efeitos estatísticos. A vida é mesmo assim e a protecção que lhe posso dar não é na internet, mas na vida real, onde as coisas realmente nos afectam.

 

Obviamente que falo de uma exposição normal. Não ando a "postar" a minha morada física, nem o meu número de telefone (embora o telefone seja outra coisa inofensiva). Enfim, acho que compreendem.

 

Portanto, se vir fotos minhas (o que duvido pois ninguém se quereria parecer comigo) ou do meu filho aí num estaminé qualquer, eventualmente farei queixa ao Domain e poderei também insultar publicamente a pessoa. Mas tal como eu não tenho a possibilidade de a agredir fisicamente, também ela não tem possibilidade de me molestar fisicamente.

 

Raptos? Isso já é muito rebuscado e se alguém quiser raptar uma criança, não precisa de blogues ou perfis de redes sociais para o fazer.

 

Medos irracionais, é o que é. Todos os temos, mas podemos combatê-los. E eu decidi não privatizar.

tags:
publicado por Su às 22:51
link do post | Leva-nos contigo
De Drikas a 20 de Julho de 2009 às 15:20
Estou contigo nessa decisão... Pelo menos, por enquanto, depois logo se vê. Mas também acho que a vida real fora dos blogs, é muito mais perigosa.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.Sobre mim

.No messenger

O meu MSN
sufiland@sapo.pt

.pescar nas águas

 

.Novembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.recentemente

. Arreeee!!!!!

. O prometido é devido

. Um novo sonho

. Interregno

. Francisco

. Obrigada...

. Parabéns Filho!!!

. 12 meses em 13 imagens

. Será?

. Está grande...

.águas passadas...

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Junho 2011

. Agosto 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.gostamos muito :)

. Ser mãe pela primeira vez...

. O enxoval (reeditado a 3 ...

.Outras águas

blogs SAPO

.subscrever feeds